CPI da Copasa apura falhas no tratamento e fornecimento de água em Curvelo

A Câmara Municipal de Curvelo aprovou durante a terceira reunião da CPI da Copasa, realizada na segunda-feira, dia 10 de julho, 56 pedidos de informação. As solicitações tiveram origem em 14 requerimentos apresentados pelos vereadores.

Em entrevista exclusiva ao Mais Completo, o vereador e vice-presidente da CPI da Copasa, Pastor Julimar Marques (PROS), afirmou que a Comissão parlamentar de Inquérito é a maneira mais prática de trazer verdades à população curvelana.

julimar-marques“Se, porventura, houver erros por parte da Copasa a CPI é a melhor forma de, nós vereadores, acompanhados de técnicos que conheçam o assunto com propriedade, identificar os erros e buscarmos as soluções. Com a CPI vamos unir a teoria e a prática: trazer fatos, realidades, colhendo documentos e visitando as áreas nas quais as pessoas têm denunciado”, afirmou.

O vereador Julimar Marques ressalta ainda ser de extrema importância à participação popular. Porém é preciso observar as reclamações com cautela. “Considero louvável a manifestação da população, com exceção daquelas pessoas que querem levantar bandeiras partidárias e tirar proveitos pessoais. Precisamos fazer essa distinção, entendermos e trabalharmos visando o coletivo. O problema precisa ser solucionado de forma coletiva, atendendo a população que quer o bem comum”, destacou.

 

Etapas da CPI da Copasa

Em nota publicada no Facebook, o vereador Luiz Paulo Guimarães (DEM), presidente da CPI, explicou que os trabalhos serão divididos em três etapas, conforme proposto pelo vereador e relator da CPI, Edimilson Dutra Pexim (DEM), que está preparando o plano e trabalho completo para apresentar a população.

A 1ª etapa da CPI envolve pedidos e análise de documentos referentes à execução do contrato e também visitas a locais para ajudar a esclarecer os questionamentos.

A 2ª etapa será a realização de audiências públicas para que a população possa ser ouvida,  buscando esclarecimentos sobre todos os pontos do contrato.

A 3ª etapa é a análise de todas as informações, elaboração e apresentação do relatório final.

 

Entrevista com o presidente da CPI da Copasa

vereador-luiz-paulo-guimaraesPara ajudar os curvelanos a esclarecerem suas dúvidas sobre os trabalhos que serão desenvolvidos pela CPI, o Mais Completo entrevistou o vereador Luiz Paulo Guimarães (DEM). Durante nossa conversa, o parlamentar falou sobre os objetivos da CPI, os problemas que afetam a população e muitos outros assuntos. Confira:

 

Mais Completo: Sabemos que grande parte da população tem reclamações a fazer sobre os serviços da Copasa em Curvelo. Como a CPI pode ajudar na solução dos problemas vivenciados no dia a dia dos curvelanos?

Luiz Paulo Guimarães: Realmente. Atualmente o assunto Copasa é a principal reclamação que nós vereadores recebemos. As cobranças existem e o legislativo tem que entender e representar a população em busca de respostas.

A CPI vai ajudar buscando respostas, investigando, analisando documentos, abrindo espaço para a população, para os técnicos e com isso vamos elucidar todos os questionamentos referentes à Copasa e o contrato firmado com o município. Apontando os problemas, será encaminhado ao ministério público pedindo as devidas correções.

 

Mais Completo: Entre as irregularidades comedidas pela Copasa em Curvelo, qual você avalia como sendo a mais grave?

Luiz Paulo Guimarães: Estamos investigando e analisando se realmente existem irregularidades e em qual profundidade. Mas sem dúvidas as que mais me preocupam é a questão ambiental e a possibilidade dos curvelanos estarem sendo lesados.

 

Mais Completo: Recentemente houve a publicação de uma reportagem no Jornal Estado de Minas revelando as péssimas condições do Ribeirão Santo Antônio. Como você avalia essas denúncias?

Luiz Paulo Guimarães: As evidências são grandes, é triste ver nossa cidade sendo destaque em jornal de maneira tão negativa, estamos preocupados e vamos visitar todos os locais necessários para documentar, cobrar e construir soluções.

 

Mais Completo: E a CPI da Copasa foi instituída com a assinatura de todos os vereadores de Curvelo. Como você avalia esse apoio? Isso reforça que a Câmara está ouvindo os anseios da população?

Luiz Paulo Guimarães: Sem dúvida isso demonstra a vontade dos vereadores em esclarecer a questão. É muito difícil vermos uma CPI apoiada por 100% dos membros de um Legislativo. Mas aqui, conversamos bastante e convergimos em busca do melhor para os curvelanos. Essa união é essencial para a isenção dos trabalhos.

 

Mais Completo: Quais os resultados você espera com os trabalhos da CPI?

Luiz Paulo Guimarães: Eu espero, e esse é nosso objetivo, que a CPI consiga esclarecer todos os questionamentos e dúvidas referentes ao cumprimento do contrato e da qualidade do trabalho da Copasa. E como resultado, queremos um relatório final completo,com todas as informações necessárias e que tenha contribuições, indicações de melhorias, e cobranças necessárias ao ministério público.

 

Foto: Jair Amaral/Estado de Minas (Reprodução)

Compartilhe esta notícia nas suas redes sociais!
error: Atenção! Os textos, fotos, artes e vídeos do Mais Completo estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em quaisquer outros veículos de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. Sinta-se a vontade para compartilhar nossos conteúdos em suas redes sociais!