Criminalidade em Curvelo registra alta de 5,91% nos primeiros meses de 2017

O índice de criminalidade em Curvelo apresenta alta de 5,91% entre janeiro e abril de 2017 se comparado com o mesmo período de 2016, devido ao crescimento do número de roubos, furtos, estupros e homicídios registrados na cidade. Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais (Seds), em 2017 já foram registrados 825 crimes. No mesmo período de 2016, a polícia havia registrado 779.

 

Segundo a Seds, os crimes que apresentaram maior crescimento em Curvelo foram os casos de estupro de vulnerável consumado, que saltaram de 3 para 6 casos, e os casos de estupro consumado, que subiram de 2 para 4 casos, ambos ampliando em 100%.

 

Outros crimes que apresentaram alta foram os casos de roubo consumado, que saltaram de 128 para 162 em 2017, crescimento de 26%; o número de vítimas de homicídio; os estupros tentados, que subiram 33,33%; o furto consumado, que subiu 2,56%, passando de 469 casos para 481; e a lesão corporal, que subiu 0,70%, saltando de 143 para 144 casos.

 

Redução na tentativa de homicídios

Três tipos de crime apresentaram redução. Os homicídios tentados caíram de 15 para 7 casos, representando redução de 53,33%. Os casos de extorsão caíram 66% e os casos de sequestro e cárcere privado caiu em 100%.

 

Números da criminalidade em Curvelo

Natureza Criminal Janeiro a Abril/2016 Janeiro a Abril/2017 Evolução %
Estupro de Vulnerável Consumado 3 6 100,00
Estupro Consumado 2 4 100,00
Homicídios Consumados 6 8 33,33
Vítimas de Homicídios Consumados 6 8 33,33
Estupro Tentado 3 4 33,33
Roubo Consumado 128 162 26,56
Furto Consumado 469 481 2,56
Lesão Corporal Consumado 143 144 0,70
Extorsão Mediante Sequestro Consumado 0 0 0,00
Estupro de Vulnerável Tentado 0 0 0,00
Homicídios Tentados 15 7 -53,33
Extorsão Consumado 3 1 -66,67
Sequestro e Carcere Privado Consumado 1 0 -100,00
Total 779 825 5,91
Compartilhe esta notícia nas suas redes sociais!
error: Atenção! Os textos, fotos, artes e vídeos do Mais Completo estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em quaisquer outros veículos de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. Sinta-se a vontade para compartilhar nossos conteúdos em suas redes sociais!