Curvelo é retirada do Projeto Voe Minas Gerais devido a baixa demanda de passageiros

Dez meses após a implantação do projeto Voe Minas Gerais em Curvelo, na região Central do Estado, a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) anunciou o cancelamento dos voos do município de Curvelo para Belo Horizonte e Diamantina. A justificativa é a baixa demanda de passageiros.

Desde o lançamento do projeto, foram realizados 32 voos partindo do Aeroporto Coronel Antônio Francisco França Canabrava, popularmente conhecido como Aeroporto Municipal de Curvelo. Somando todas as viagens, foram transportados 47 passageiros, uma média de apenas 1,4 passageiro por avião. Por este motivo, a cidade deixou de ser atendida pelo projeto a partir de 1º de junho deste ano.

Em nota enviada ao www.maiscompleto.com, a assessoria de comunicação da Codemig informou que foram empenhados todos os esforços para o sucesso da iniciativa no município. No entanto, por meio do acompanhamento sistemático e da análise dos resultados do projeto na região, foi verificado que os voos de Curvelo apresentaram procura e ocupação insuficientes para manutenção do projeto na localidade.

Na mesma nota, a Codemig informa que poderá reavaliar o retorno dos voos do Voe Minas Gerais para Curvelo em momento oportuno, desde que a demanda garanta a viabilidade do projeto.

 

Tarifas podem justificar baixa adesão ao Voe Minas Gerais

Os bilhetes com destino a Belo Horizonte e Diamantina custavam R$ 200,00 e R$ 170,00, respectivamente. As aeronaves, da empresa TWO-Flex, que atendiam a rota, possuem capacidade para transportar até nove passageiros.

O projeto não atraiu passageiros mesmo oferecendo desconto de 10% em compras feitas com, pelo menos, 30 dias de antecedência, descontos de 20% nas compras a partir de cinco passagens ou desconto fixo de R$ 100 na compra da ida e volta.

Compartilhe esta notícia nas suas redes sociais!
error: Atenção! Os textos, fotos, artes e vídeos do Mais Completo estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em quaisquer outros veículos de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. Sinta-se a vontade para compartilhar nossos conteúdos em suas redes sociais!