Minas terá verão chuvoso e clima mais ameno do que nos últimos anos

Com a chegada do verão às 7h44 desta quarta-feira, dia 21, a população pode esperar, nos próximos meses, um clima mais ameno para a estação mais quente do ano, que será marcada por chuvas intermitentes, com aumentos esporádicos de temperatura entre as precipitações, mas com pouca possibilidade de chuvas de granizo. Outra característica dessa estação é a duração mais longa dos dias.

 

As causas do clima mais ameno, segundo a meteorologista Ruany Gomes Xavier, da Cemig, são as condições próximas à neutralidade do fenômeno La Niña. “As temperaturas da superfície equatorial do Oceano Pacífico central e oriental estarão ligeiramente abaixo da sua média histórica, próximas a sua normalidade, criando as condições de temperatura sem influências externas, ou seja, não há previsão de calor e seca excessivos para o período, como ocorreu nos últimos anos”, explica Ruany Xavier.

 

Chuvas em Minas

Entre dezembro, janeiro e fevereiro, as chuvas devem ficar ligeiramente acima da média nas áreas do Triângulo, Oeste, Noroeste, Sul de Minas, Centro-Sul e Zona da Mata. Nas demais regiões do Estado, são esperadas chuvas ligeiramente abaixo do volume normal. As temperaturas ficam dentro da normalidade em todas as regiões de Minas.

 

Economia de energia

Alguns hábitos simples podem ser adotados sem perda do conforto no verão e também podem atenuar o aumento do consumo. Além de reduzir a conta de energia no fim do mês, a população pode ajudar na recuperação dos reservatórios em todo o País.

 

Uma das principais medidas é a mudança da chave de temperatura do chuveiro, nesta época do ano. O chuveiro é um dos equipamentos que mais consome energia, devido à sua potência – que é muito alta. Mudando o seletor de temperatura da posição “inverno” para a posição “verão”, a potência é reduzida em 30%, proporcionando uma economia no consumo residencial ao final do mês de até 10%.

 

Além disso, como os dias são mais longos nesta estação do ano, os consumidores podem aproveitar a iluminação natural e diminuir a utilização das lâmpadas.

Compartilhe esta notícia nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Atenção! Os textos, fotos, artes e vídeos do Mais Completo estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em quaisquer outros veículos de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. Sinta-se a vontade para compartilhar nossos conteúdos em suas redes sociais!