Reunião na Câmara Municipal vai debater qualidade dos serviços da Copasa em Curvelo

O vereador Humberto Freire (DEM) divulgou, na semana passada, um convite em suas redes sociais convidando a população a comparecer na reunião plenária desta segunda-feira, dia 5, a partir das 18h, na Câmara Municipal de Curvelo, para esclarecer todas as dúvidas em relação à Copasa.

 

No convite o parlamentar destaca que todos os questionamentos serão respondidos pelo chefe regional, Daniel e toda a equipe de técnicos e engenheiros da Copasa.

convite-humberto-freire

 

Análise da água e do esgoto em Curvelo

No dia 1º de junho, a empresa Terra e Água coleta e análise da água e esgoto do município. Os técnicos, vindos de Patos de Minas visitaram alguns locais na cidade em busca de material para verificação.
A escolha dos locais foi feita pela empresa Terra e Água, com base na logística determinada por eles, sendo apontados os seguintes locais: Pronto Atendimento, no Hospital Imaculada Conceição, Ponto Comercial (açougue) no bairro Guimarães Rosa, Estação de Tratamento de Esgoto da Copasa, Córrego Santo Antônio (ponto após o trevo de saída para a cidade de Inimutaba), Fazenda Vitória (cachoeira onde foi a primeira usina hidroelétrica de Curvelo), Estação de Esgoto (ponto de recebimento de dejetos), e ponto comercial próximo a Praça Benedito Valadares.

 

Durante as coletas, a Copasa esteve presente, por ser a empresa que estava recebendo os técnicos e também coletou materiais para análise em seu laboratório próprio, possibilitando assim a comparação dos resultados. O período para conclusão das análises é de aproximadamente 15 a 20 dias e será divulgado para esclarecimento e tomada de decisões.

 

CPI da Copasa

Para acompanhar todos os assuntos referentes à Copasa e analisar o contrato firmado entre o município e com a empresa, a Câmara Municipal de Curvelo deve realizar a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, a CPI da Copasa. O documento que formaliza a CPI deve ser protocolado ainda nesta terça-feira, dia 6.

 

O grupo de vereadores deve analisar denúncias de danos ao meio ambiente, danos às vias públicas, denúncias de não tratamento do esgoto, além de denúncias de não cumprimento do contrato e de prática de tarifas abusivas ou ilegais por parte da Copasa.

 

Confira um vídeo gravado pelos vereadores Luiz Paulo Guimarães (DEM), Gustavo Nascimento (PP), Antônio Gonçalves Filho (PDT) e Edvaldo Antônio (PTC).

 

Compartilhe esta notícia nas suas redes sociais!
error: Atenção! Os textos, fotos, artes e vídeos do Mais Completo estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em quaisquer outros veículos de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. Sinta-se a vontade para compartilhar nossos conteúdos em suas redes sociais!